Registrar

From Portuguese ICANNWiki
Jump to: navigation, search

Um registrador tem relações diretas com registros e está autorizado a vender nomes de domínio. Para se tornar um registrador, deve estar credenciado pela ICANN, [1] que solicita o cumprimiento de certos requisitos de negócios e técnicos.

Termos relacionados[edit | edit source]

  • Registrador Credenciado: Designa-se como um Registrador que tenha sido certificado com o cumprimiento de certos critérios mínimos para atuar como Registrador para um TLD específico. Este termo é usado quase exclusivamente quando se faz referência a Registradores que foram certificados pela ICANN. Os registros de ccTLD também credenciam aos registradores através de um proceso separado, no entanto, embora possam usar termos diferentes, os conceitos são praticamente os mesmos.
  • Registrador Patrocinador:O Registrador responsável pela submissão do nome de domínio ao Registro.
  • Operador de registro: Um termo usado para designar a entidade que presta os serviços técnicos a um Registrador em apoio aos seus serviços de registro. Também chamado de "Registrar Outsourcer" ou "Registrar Provider"..

Antecedentes[edit | edit source]

Acordo de Cooperação NSI e a SRS[edit | edit source]

De 1993 a 1998, Network Solutions (NSI) foi o único registrador e operador de registro dos nomes de domínio de nível superior .com, .net e .org top level domain names (TLDs), , baseado em um acordo de cooperação entre NSI e a National Science Foundation (NSF).[2] O Departmento de Comercio (DOC) foi prorrogado e alterou o Acordo de Cooperação com NSI quando o contrato expirou en 1998. Sob o novo Acordo de Cooperação, NSI continuará a servir como Operador de Registro, mas implementaria um Sistema de Registro Compartilhado (SRS) para 1 de junho de 1999, representando os múltiplos registradores que poderia ser credenticados por uma nova organização sem fins lucrativos que seria credenciada para assumir o controle técnico do DNS. Cinco novos registradores deviam ser eleitos pela nova corporação para testar o SRS.[3] O Acordo foi alterado duas vezes para definir a data da implentação da SRS de 1 a 25 de junho de 1999,[4] ] para incluir uma taxa de registro de novos nomes de domínio ($ 9 por um ano e $ 18 por dois anos) e incluir o Contrato de Licença do Registrador.[5]

Política de Credenciamento dos Registradores da ICANN[edit | edit source]

Em novembro de 1998, o DOC reconheceu oficialmente a ICANN como a nova organização privada sem fins lucrativos responsável pela administração da gestão técnica do DNS. Algumas de suas responsabilidades incluem a supervisão da implantação e a transição a SRS, desenvolvimento e procedimentos de implementação para a acreditação de registradores que garantam um sistema de registro competitivo e para manter a estabilidade e a segurança da Internet.[6] Em 4 de março de 1999, a Diretoria da ICANN adotou a Declaração de Política de Credenciamento de Registradores para os TLDs .com, .net e .org. De acordo com a política, os registradores que pretendam participar do Programa de Testes SRS serão obrigados a pagar $ 2.500, enquanto todos os outros solicitantes do registro pagariam $ 1.000. Os candidatos que não foram selecionados para o banco de testes seriam considerados para a acreditação regular.[7]



Participantes do Programa SRS[edit | edit source]

A ICANN aceitou os pedidos para o Programa de Testes SRS de 11 março a 8 abril de 1999. Em 21 de abril de 1999, a ICANN anunciou que os seguintes cinco registradores foram selecionados para participar do banco de teste: [8]

  1. America Online (AOL)
  2. Core (Conselho Internet de Registradores)
  3. France Telecom / Oléane
  4. Melbourne IT
  5. Register.com

Além disso, a ICANN também anunciou os nomes de 29 empresas adicionais que receberiam a acreditação após a conclusão do Programa de Teste SRS. O banco de testes terminou em 30 de novembro de 1999. A lista de empresas credenciadas pós-testbed está disponível aqui.

Desde então, a ICANN segue aceitando os pedidos de credenciamento de registradores. Esta é uma lista completa de 'ICANN-registradores credenciados' .

O Contrato de Credenciamento de Registradores (RAA)[edit | edit source]

A ICANN implementou uma nova versão do Contrato de Credenciamento de Registradores (RAA) em 17 de março de 2001, eficaz até 21 de Março de 2009. A nova revisão foi introduzido novamente em 21 de março de 2009, com 17 alterações. Algumas das correções incluem: [9]

  • Ferramentas de aplicação melhorados para garantir a plena conformidade do contrato e das políticas da ICANN
  • Ampliação dos requisitos para acordos de revenda
  • Requisitos adicionais para auditoria e depósito de dados
  • Requisitos adicionais para garantir informações precisas de contrato
  • Novos requisitos de avisos
  • Provisões para rescisão

Leia 2013 RAA.


Registro e Registrador[edit | edit source]

Separação Vertical[edit | edit source]

Quando o Departamento de Comércio dos Estados Unidos modificou o acordo de cooperação Network Solutions' (NSI) e implementou o Sistema de Registro Compartilhado, o DOC também pôs uma condição na renovação do contrato NSI: a companhia poderia renovar automaticamente o seu contrato por mais quatro anos, desde que separe seus negócios de registro e registradores. Isso foi feito, a fim de promover uma maior concorrência no espaço de domínio. [10] Em 2000, a VeriSign adquiriu a Network Solutions por 16.000 milhões de dólares. A Verisign decidiu vender o negócio de registro à Pivotal Private por US$ 100 milhões para se concentrar em seu novo negócio de registro. [11] Essa mudança permitiu a Verisign re-negociar o seu contrato de registro com a ICANN. Em 16 de abril de 2001, foi aprovado um Contrato de registro para .com, .net e .org. Número 23 (C) Tratamento Justo dos registradores credenciados pela ICANN sobre o acordo revisto estipulado, "O Operador de Registro não deve atuar como registrador em relação ao Registo TLD, o qual não impedirá o Operador registrar nomes dentro do domínio de Registro TLD, de acordo com a Seção 24. Isto também não impedirá um afilidado (incluindo subsidiárias de integradas) do Operador de registro atue como registrador em relação ao registro TLD, desde que o Operador de registro cumpra com as disposições da subseçã 23 (E). "A subparte E também afirmou que operadores de registro devem garantir que seus ativos e rendimentos não devem ser utilizados para promover os interesses dos seus registradores afiliados contra outros registradores conconrrentes credenciados [12] A separação de propriedade ou separação vertical também foi implementada a todos os operadores de registros TLD não-patrocinado para manter a concorrência de registradores. [13] [14]

A mudança da política da ICANN na separação vertical[edit | edit source]

Em 5 de novembro de 2010, o Conselho da ICANN aprovou uma resolução que permite a remoção da restrição de propriedade cruzada de registros e registradores para os gTLDs existente e novos. [15] Mais informação sobre este tema, integração vertical, está disponível aqui.

RADAR[edit | edit source]

A ICANN mantém o banco de dados de informações de contatos do registrador, chamado RADAR, em que os registradores podem entrar para realizar a transferência de Nomes de Domínios e outras funções. Em 29 de maio de 2014, a ICANN anunciou uma falha de segurança e o RADAR permaneceu sem conexão até que a realização de uma revisão. Acesso a senhas, nomes de usuário e endereços de email foram acessados. A ICANN afirmou que eles não evidenciaram que o acesso não autorizado tinha acontecido, mas foi necessário alterar todas as senhas como uma precaução. [16] [17] A ICANN afirmou que o banco de dados seria desligado por pelo menos duas semanas, enquanto a organização realizava uma auditoria de segurança do Radar e outros processos da ICANN [18].

Referências[edit | edit source]

Links Externos[edit | edit source]

GNSO Registrars' Constituency Mailing List