LACNIC

From Portuguese ICANNWiki
Jump to: navigation, search
Lacniclogo.png
Tipo: Sem fins lucrativos
Indústria Regional Internet Registry
Fundada: 2001
Sede: Rambla República de México 6125

Montevideo, 11400
Uruguai

Website: Lacnic.net
Twitter: TwitterIcon.png@lacnic
Pessoas-chave
Oscar Robles-Garay, CEO


Latin American and Caribbean Internet Addresses Registry (LACNIC) é um dos cinco RIR regionais que alocam e administram endereços IP. [1] O objetivo principal do LACNIC é gerenciar recursos de números de Internet, incluindo IPv4, IPv6 e o ASN. A organização conta com aproximadamente 6,000 membros por 33 países. [2]

Visão Geral[edit | edit source]

LACNIC é um RIR (Regional Internet Registry) responsável por alocação de endereços IP e outros casos relacionados (como Números de Sistemas Autônomos), respondendo pela região de América Latina e Caribe.

O LACNIC é uma organização sem fins lucrativos como os outros RIRs e seus membros devem cumprir os requisitos de associação da organização. Os principais membros do LACNIC são ISPs e outras organizações relacionadas à Internet.

A partir de janeiro de 2011, o LACNIC iniciou a implantação do DNSSEC.

História[edit | edit source]

O acordo para a fundação do LACNIC foi assinado em 22 de agosto de 1999, durante uma reunião da ICANN. Naquela época, o ARIN era responsável pela região da América Latina e do Caribe. Assim, o LACNIC desenvolveu um plano de negócios e enviou para a ARIN; uma transição foi necessária para permitir que o LACNIC se tornasse o quarto RIR naquele momento. Os outros três RIRs naquela época eram: APNIC, ARIN e RIPE NCC.

A sede do LACNIC está localizada em Montevidéu, Uruguai, e foi formalmente estabelecida em 2001, embora o plano de negócios tenha sido enviado e aprovado no ano de 1999. O LACNIC foi formalmente reconhecido pela ICANN durante a reunião da ICANN de 2002, em Xangai.

Funções[edit | edit source]

Estrutura[edit | edit source]

Esgotamento do IPv4[edit | edit source]

Em 10 de junho de 2014, o LACNIC anunciou que a disponibilidade do IPv4 atingiu um ponto crítico. A organização expressou sua preocupação com o fato de que os governos regionais e os fornecedores estavam atrasando a implementação do IPv6. Alcançando a marca de 4 milhões de endereços IPv4, o LACNIC anunciou políticas restritivas para a entrega de recursos da Internet no continente, o qeu significa o esgotamento dos endereços IPv4. Desde o seu início em 2002, o LACNIC entregou mais de 182 milhões de endereços IPv4 na região. [3]

Referências[edit | edit source]