DNS.PT

From Portuguese ICANNWiki
Jump to: navigation, search

A Associação DNS.PT foi criada em junho de 2013 e sucedeu à Fundação para a Computação Científica Nacional, FCCN, nos direitos e obrigações até então por esta prosseguidos no âmbito da delegação efetuada pela IANA – Internet Assigned Numbers Authority a 30 de Junho de 1988, (RFC 1032, 1033, 1034 e 1591) e, em particular, na responsabilidade pela gestão, registo e manutenção de domínios sob o TLD (Top Level Domain) .pt, domínio de topo correspondente a Portugal, conforme resultou de decisão legislativa inserta no Decreto-Lei 55/2013, de 17 de Abril.

A Associação DNS.PT, associação privada sem fins lucrativos, tem como fundadores a FCT, IP - Fundação para a Ciência e a Tecnologia, IP (FCT), Associação da Economia Digital (ACEPI), Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (DECO) e o representante designado pela IANA – Internet Assigned Numbers Authority como responsável pela delegação do ccTLD.pt.

Este modelo associativo e multistakeholder de governação permite uma gestão mais eficiente, flexível e participativa dos diversos atores interessados e contribui para o crescimento e engrandecimento do domínio de topo de Portugal.[1]

Responsabilidade Social[edit | edit source]

Uma das missões do DNS.PT, plasmada nos seus Estatutos, é o apoio a iniciativas que se traduzam no desenvolvimento de ações de promoção e disseminação da Internet a nível nacional, como é o caso do 3em1.pt e do sitestar.pt.

Com a iniciativa 3em1 - www.3em1.pt - é atribuído a quem crie uma empresa, associação ou sucursal na hora, ENH, um pacote de serviços gratuitos, pelo período de um ano, que inclui um domínio registado sob .pt, uma ferramenta para desenvolvimento de um site, o respetivo alojamento técnico e caixas de correio eletrónico. O 3em1 alarga-se a outras iniciativas fora do âmbito do ENH (Empresa na Hora), assumindo a forma de "voucher” a atribuir a pessoas ou entidades a definir.

O Sitestar.pt - www.sitestar.pt - é um concurso que visa desafiar os jovens portugueses empreendedores e criativos a desenvolver websites originais com conteúdos em português e sob o domínio .PT. O concurso nasceu de uma parceria com a DECO Jovem entretanto alargada a parceiros integrantes do Conselho Consultivo de DNS.PT, a saber: INPI/GDA/SPA;IGAC. O Sitestar.pt está direcionado a jovens com idades escolares entre os 14 e 18 anos, privilegiando o contexto escolar como elemento motivador para a participação dos alunos e professores.

Também apoiamos outras iniciativas como é o caso do concurso Mostra de Autores Desconhecidos, da iniciativa Apps for Good, dos eventos da comunidade ITPro, do evento Tuga IT, dos concursos de empreendedorismo da Acredita Portugal, da Volta a Portugal, da Corrida Terry Fox da Liga Portuguesa Contra o Cancro e do bloco de ações concertadas com a ACEPI, já descritas anteriormente.

Cooperação e Inovação[edit | edit source]

A missão do DNS.PT está centrada na gestão, operação e manutenção do registo do domínio de topo .pt e decorrente desta, a dinamização da Internet em Portugal, na qual assenta a necessária colaboração institucional e a inovação. O DNS.PT colabora ainda com vários ccTLD's falantes de língua portuguesa, quer via LusNIC (Associação dos registries de língua portuguesa), quer dando apoio técnico e administrativo. Referimo-nos em concreto ao .ao de Angola, ao .st de São Tomé e ao .cv de Cabo Verde. O DNS.PT é ainda responsável pelo registo e manutenção do ccTLD da Guiné Bissau, o .gw, na sequência de protocolo de colaboração assinado com a ARN.

LusNIC - Associação de Registries de Língua Portuguesa[edit | edit source]

Um encontro de vontades e necessidades comuns levou as entidades responsáveis pela gestão dos registries de língua portuguesa a chegar ao acordo de constituição formal da LusNIC, como associação de direito privado com objecto de cooperação institucional multilateral entre os registries de língua portuguesa no âmbito das suas áreas de intervenção.Esta iniciativa foi concretizada no dia 23 de Setembro de 2015, em sessão formal organizada no âmbito do E-Show 2015. Membros: .br; (Brasil); .cv (Cabo Verde); .gw (Guiné-Bissau); .pt (Portugal); .st (São Tomé e Príncipe) e .ao de Angola.[2]

Selo de confiança CONFIO.PT[edit | edit source]

Com o intuito de promover as boas práticas no comércio eletrónico em particular, e da utilização da Internet em geral, garantir a credibilidade das lojas online e a segurança para os consumidores nas compras online a Associação DNS.PT, a ACEPI - Associação da Economia Digital e a DECO - Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor assinaram, no dia 22 de julho de 2016, um protocolo no âmbito do qual desenvolveram a iniciativa CONFIO.PT e que culmina com o lançamento da nova marca de confiança na Internet, o selo CONFIO.

O Selo Confio é o comprovativo, materializado num logótipo em formato digital, atribuído ao titular do website que seja acreditado na sequência de processo prévio de auditoria, tendo subjacente o cumprimento de um Código de Conduta e de um Regulamento.

O CONFIO.PT é uma iniciativa única a nível nacional que, além da parceria entre as três associações portuguesas, inclui uma parceria com a associação europeia Ecommerce Europe, através da qual é também disponibilizado o Selo Digital Europeu – o "Trust Ecommerce Europe, que permitirá às empresas portuguesas apresentarem-se no mercado internacional de comércio eletrónico em pé de igualdade com as suas congéneres internacionais, e assim aproveitarem as enormes oportunidades de um setor em franco crescimento em Portugal, na Europa e no resto do mundo.[3]

References[edit | edit source]